Empreendedorismo

Como escolher um contador?

O contador deve ser visto como um consultor que dará suporte a toda decisão estratégica que envolva o uso dos recursos econômicos da mesma. Saiba o que considerar na contratação.

Se você possui uma microempresa, ou empresa de pequeno, médio ou grande porte, já sabe que uma de suas obrigações é ter um profissional de contabilidade para se responsabilizar pela movimentação patrimonial e financeira da sua empresa. Diante dessa obrigatoriedade, como escolher um contador? O que avaliar antes de contratar um contador?

Confira algumas dicas a seguir.

Ainda não está ciente da obrigatoriedade de ter um contador? Leia o artigo a seguir para se informar:

Toda empresa é obrigada a ter contador?

O que procurar ao escolher um contador?

O ato de contratar um contador, em geral, acompanha a crença de que qualquer profissional, ou o mais barato, já é suficiente para atender a uma mera obrigação fiscal. Essa ideia já está nos ditos populares de pequenos empresários que buscam reduzir todo tipo de custo embutido na gestão de uma empresa.

Entretanto, uma consciência precisa ser despertada: o contador não deve ser visto como um mero especialista a assinar pela movimentação financeira da sua empresa; ele deve ser visto como um consultor que dará suporte a toda decisão estratégica que envolva o uso dos recursos econômicos da mesma.

Da abertura de uma empresa a toda gestão dela, o contador é aquele que irá te conduzir por todos os processos legais, garantindo que sua empresa honre com todas as suas responsabilidades fiscais e contábeis. E mais: ele também é o profissional que pode te ajudar a reduzir cargas tributárias a partir da identificação de melhores oportunidades para o seu negócio; assim como pode te ajudar a fazer um planejamento financeiro realista para a sua empresa.

Muitos empresários projetam crescimentos irreais para o seu negócio, uma vez que não conseguem calcular todos os impostos embutidos nas operações da empresa. Essa atitude a longo prazo é que pode levar a empresa à falência ou simplesmente limitar o seu crescimento.

Com o suporte de um contador, por sua vez, é possível prever cenários distintos, assim como definir ações responsáveis diante de cada um deles. Ciente agora dessa atuação ampla e extremamente importante que o contador pode assumir, conheça os principais critérios que devem ser avaliados antes da contratação. 

Certidão de regularidade

Uma ação básica a se fazer é se certificar de que o(a) contador(a) em questão possui sua certidão de regularidade (alvará de organização contábil) válida, emitida pelo Conselho Federal de Contabilidade (CFC).

Clique aqui para pesquisar pelo nome de um(a) profissional de contabilidade.

Especialidade e experiência profissional

Como em qualquer outra profissão, consulte sobre a especialidade e experiência profissional do(a) contador(a).

Alguns profissionais ou consultórios podem ser especializados em determinados segmentos, perfis ou portes de empresa. Pergunte, portanto, sobre empresas já atendidas pelo profissional e priorize iniciar a parceria com aquele que tiver mais aderência com o seu negócio.

Se você deseja contratar, não só um contador, mas um potencial consultor para o seu negócio, é fundamental que ele conheça minimamente o seu mercado.

Suporte e serviços disponíveis

É claro que você poderá encontrar no mercado contadores que desejam apenas emitir suas folhas de pagamento, dentre outros documentos contábeis para pagamentos de impostos e afins.

Caso queira fugir dessa proposta, questione o contador sobre o tipo de suporte que ele irá disponibilizar durante o contrato, e quais serviços e canais de contato estarão disponíveis.

Ao fazer esse tipo de pergunta, você poderá encontrar aqueles que, além de cumprir com as obrigatoriedades óbvias de sua profissão, também contribuirão com análises, insights e estudos a respeito do seu negócio.

Leia outro artigo em que falamos sobre o que o contador deve priorizar na sua relação com os clientes:

Ações fundamentais para melhorar a comunicação entre contador e cliente

Tecnologia e segurança de dados

Acompanhando toda evolução digital do mundo, a gestão fiscal e contábil de um negócio também já pode — e deve — ser feita de forma 100% eletrônica e com suporte de tecnologias.

Dessa forma, o(a) contador(a) deve ter repertório para te apresentar soluções que facilitem a sua gestão de notas fiscais eletrônicas, tal como a de quaisquer outras documentações contábeis, zelando, também, por toda segurança de dados da sua empresa.

Pode parecer óbvio dizer, mas caso o profissional ou escritório com quem esteja negociando não apresente esses critérios em seu discurso ou não apresente afinidade com softwares dedicados à gestão financeira de um negócio, recomendamos que pesquise por novas opções.

Manter-se atualizado na área contábil e em todas as novas ferramentas disponíveis para executá-la é pré-requisito básico para te oferecer um bom suporte em todo serviço.

Evolua sua integração com o contador a partir da tecnologia

Se você deseja incluir tecnologia na sua gestão fiscal e contábil com total integração com seu contador, comece a emitir suas NF-e pelo sistema Digisan. Uma vez que utilize nosso sistema, seu contador receberá, de forma automática, todas as NF-e emitidas no dia a dia da sua empresa, te poupando desse tipo de trabalho, e minimizando erros e atrasos na emissão de impostos a serem pagos.

Temos inúmeros contadores parceiros; sendo que todos eles priorizam o uso da Digisan para todos os seus clientes pela facilidade de uso do sistema. Se você possui uma empresa localizada no DF, nosso objetivo é te ajudar a reduzir tempo com burocracias, te permitindo focar no que for mais importante para o crescimento do seu negócio. 

Você pode ler mais sobre as vantagens do sistema Digisan aqui e realizar o seu teste gratuito aqui. Para solicitar a emissão de certificado digital, você também pode acionar nosso contato aqui.

Você também pode gostar

Voltar ao blog